Lista de 13 alimentos saudáveis para cachorros

Alguns alimentos consumidos pelos humanos são alimentos saudáveis para cachorros, mas eles precisam ser preparados da maneira correta para que o seu cachorro possa obter os benefícios naturais do alimento.

Para aprender o que dar ao seu cãozinho, confira nossa lista de 13 alimentos benéficos para a saúde dos cães e que com certeza você tem na sua geladeira ou despensa.

E se você não tem essas opções em casa, saiba que está na hora de começar a melhorar sua própria alimentação, todos são ingredientes muito saudáveis para o corpo humano e para os peludos beliscarem também.

Benefícios 13 alimentos saudáveis para cachorros

Banana

A banana é um dos alimentos preferidos dos pets e não é para menos! Rica em potássio ela é fonte de energia para que o seu peludo possa passear contigo e brincar o dia todo, sendo uma boa opção de alimento para oferecer nas horas iniciais do dia.

O consumo regular de banana ajuda no sistema de defesa do organismo canino, evitando que seu cachorro tenha problemas de saúde que poderiam ter sido evitados.

Por ser uma fruta rica em fibras prebióticas, a banana ajuda que seu pet tenha a digestão dos alimentos facilitada, evitando cólicas e problemas relacionados a má digestão das demais refeições ao longo do dia.

A alegria do seu cão será nítida ao oferecer uma banana inteirinha só para ele, mas tenha atenção! Nada de dar mais que uma banana só para fazer seu pet feliz, uma porção da fruta inteira ao dia é o suficiente.

Observe também que a alimentação do seu pet deve ser variada, por isso, nada de ofertar banana todos os dias da semana, programe-se para ofertar banana no máximo 4 vezes por semana ao seu cachorro, aproveite os outros dias para ofertar diferentes frutas que aparecerão ao longo da nossa lista.

Tenha atenção para que a fruta oferecida esteja em boas condições de consumo, a banana muito verdosa tende a ser rejeitada pelos cachorros.

Ovos

Ovos são ricos em proteínas e considerados o segundo alimento mais completo do mundo, perdendo o posto de primeiro lugar somente para o leite materno, o que faz com que seja preciso ter sempre ovos em sua casa para você e seu cão.

Isso mesmo! Cachorros podem comer ovos e eles adoram quando o alimento é oferecido a eles.

Os ovos possuem aminoácidos que não são produzidos pelo corpo do seu cãozinho, mas que ele precisa obter através da alimentação e ao contrário do que se imagina, os ovos não passam doenças para o seu animal.

Se mesmo com essa informação você continua se sentindo inseguro em oferecer ovos crus para o seu pet mesmo sabendo que eles não fazem mal algum, poderá cozinhar os ovos integralmente como se fosse para você mesmo comer ou só cozinhar um pouco por dois ou três minutos em água fervente.

Apesar de ser saudável, não é recomendado que você ofereça mais de 2 ovos por semana para o seu cachorro, lembre-se de que assim como na sua própria alimentação, é preciso oferecer nutrientes variados para o seu cão, disponibilizando comidas diferentes todos os dias para manter o equilíbrio nutricional.

Dar ovos todo dia ao seu cão não fará mal para a saúde dele, mas pode fazer com que ele se acostume e se recuse a comer outra coisa caso não tenha ovo disponível um ou outro dia.

Outra dica importante é que o ovo em excesso pode engordar, por isso, se o seu cãozinho está obeso é interessante evitar ofertar esse alimento com frequência e levar seu pet para fazer mais exercícios físicos.

Em casos de cachorros obesos é sempre interessante consultar um especialista em alimentação canina, visando contornar o problema da melhor forma possível para que a saúde do seu cachorro não seja prejudicada.

Óleo de Coco

Isso mesmo! O queridinho do mundo fitness também está liberado para o consumo do seu pet.

O óleo de coco é um produto que atua como antiviral e também como antibacteriano, sendo ótimo para a saúde do seu cão, ajudando-o a ter um sistema imunológico melhor.

No caso desse óleo, o ideal é a ingestão máxima de uma colher de sopa por dia, podendo misturar o óleo de coco na comida do seu cão para que ele consuma com mais facilidade.

Outra opção é dar a colher de sopa com o óleo para que seu pet possa lamber, mas para que essa missão seja fácil é necessário que ele goste do sabor do produto.

Vale lembrar que o óleo de coco é uma fonte de proteínas e que também é bom para a nutrição da pele, deixando o pelo mais bonito e saudável.
Se o seu cãozinho nunca experimentou esse óleo, mas está com algum problema nos pelos, vale a pena inserir o óleo de coco na alimentação dele afim de melhorar essa situação.

Você irá perceber que em poucos dias consumindo o óleo de coco na alimentação seu cachorro terá o pelo mais bonito e brilhoso, mas é importante não exagerar no consumo, porque tudo aquilo que é saudável na quantidade certa, pode se tornar prejudicial quando consumido em excesso, inclusive produtos naturais.

Se o seu cachorro tem dificuldade de consumir óleo de coco, vale a pena coloca-lo sobre alguma fruta que ele goste, podendo misturar por exemplo com banana amassada e aveia.

Ficará com uma textura pastosa e o seu cachorro terá mais facilidade de gostar do sabor e textura, consumindo os alimentos benéficos para a saúde dele sem representar muita dificuldade para você no preparo da refeição.

Iogurte Natural

Iogurte natural é muito interessante para a saúde intestinal do seu cachorro, mas preste bem atenção na hora de comprar! O iogurte natural é aquele sem nenhum tipo de aditivo, geralmente possui a embalagem mais simples e menos chamativa da prateleira.

É importante que você leia a lista de ingredientes e identifique que de fato se trata de apenas iogurte sem aditivos que possam prejudicar seu pet.

No iogurte natural você estará oferecendo vitaminas e minerais essenciais para a saúde do seu cão, como por exemplo: proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas: A, B1, B2, B3, B6, B12, C, D, cálcio, fósforo, magnésio, zinco e outras substâncias essenciais para que seu pet tenha a flora intestinal saudável.

O iogurte não deve conter frutas ou qualquer outra adição, sendo realmente a versão natural do produto.
A dose saudável de iogurte natural para o seu cão é de uma colher de sopa diária, podendo ser colocada sobre a banana ou junto com outros alimentos durante a refeição dele.

Se o seu cachorro não está aceitando muito bem o iogurte puro, vale a pena misturá-lo com algum alimento que ele realmente ame, para que seu pet possa se beneficiar de todas as propriedades do iogurte natural para a saúde.

Principalmente porque, uma flora intestinal bem cuidada é essencial para a absorção de todos os nutrientes, mas nada de exagerar na dose! Duas colheres de sopa de iogurte já podem ser a quantidade suficiente para causar uma diarreia no seu cachorro.

E diarreias são extremamente prejudiciais para a saúde intestinal de qualquer animal, por isso, mesmo que o peludo fique andando atrás de você, não dobre a dose diária indicada de iogurte natural.

Aveia

Fonte de fibras, a aveia é um alimento que você deve ter sempre em casa para alimentar seu pet e também fazer parte da sua rotina alimentar.
Principalmente cachorros mais idosos são muito beneficiados pelo consumo de aveia, que facilita muito o trânsito intestinal, favorecendo que seu pet tenha o aproveitamento dos nutrientes de tudo que come.

Além disso, ela é uma boa opção para cães que não digerem bem o trigo porque ela é livre de glúten.

Cachorros que estão acima do peso são muito beneficiados do consumo de aveia, porque apesar de ser um alimento calórico e fonte de carboidratos a aveia ajuda a regular o apetite do seu cão, sendo um aliado no emagrecimento saudável dele.

As fibras presentes na aveia quando consumidas com regularidade, fazem com que o esvaziamento gástrico seja mais lento, evitando que seu cachorro fique o tempo todo atrás de você para pedir mais comida.

Muitos peritos em saúde animal apontam que o cachorro só tem realmente uma alimentação completa e equilibrada se a aveia faz parte de suas refeições diárias.

Rico em cobre, ácido fólico, magnésio e biotina que é importantíssimo para a saúde do pelo, a aveia deve ser ofertada na sua forma mais natural.
A nossa dica é que você compre aveia a granel, de preferência em flocos, nada de optar por farelo ou farinha de aveia que são formas mais processadas da aveia.

Se o seu cão não consome aveia devido a textura, vale a pena amassar uma banana com a ajuda de um garfo, misturar a aveia e ofertar para ele, certamente por estar mais úmido será mais fácil que o cachorro se interesse pela aveia e obtenha os benefícios dela.

De tão benéfico para a saúde dos pelos dos cachorros, algumas empresas chegam a comercializar shampoos para cães que são fabricados a base de aveia! Por isso, não deixe de ofertar aveia ao seu cachorro diariamente, na quantidade de 1 colher de sopa já é o suficiente para ofertar todos os benefícios desse alimento ao seu cão.

Veja também:

Damasco

O damasco sem casca, seco ou natural é permitido na alimentação canina. A dica nesse caso é picar o damasco para que o seu cachorro não se afobe e engula um pedaço inteiro, correndo o risco de se engasgar no processo.

Afinal, os engasgos representam um grande risco para a saúde do seu cão e por isso o cuidado de partir é tão importante.
O damasco seco pode ser ofertado como um petisco e se o seu pet gosta muito de damasco, vale a pena até investir na fruta como o petisco para o treinamento dele.

Rico em vitamina A, E e ferro, o damasco é antioxidante e também ajuda a prevenir o surgimento de alguns tipos de câncer.
Essa fruta também é responsável por ajudar a melhorar a visão do seu cão e equilibrar o metabolismo dele, sendo interessante até para aqueles cachorros que estão tratando o excesso de peso.

E se o intestino do seu cão não anda funcionando como deveria, o damasco é rico em fibras que podem ajudar a melhorar o trânsito intestinal.

A oferta de damasco para o seu cão pode ser diária e se você está pensando que isso sairá uma fortuna, calma! Vale a pena comprar damasco seco a granel, sai muito mais barato do que os potinhos vendidos em supermercado e a qualidade dos produtos a granel costuma ser superior, por se tratarem de itens mais frescos.

Morango

O morango é uma das frutas preferidas dos cães! Fonte de vitaminas do complexo B, vitamina A e C, o morango é sempre uma boa opção, sendo excelente para a função cerebral dos cães segundo especialistas da área.

A dica principal para o consumo de morangos é preferir ofertar a versão orgânica do alimento, porque durante o cultivo de morangos é comum a utilização de muitos agrotóxicos, que podem fazer com que o seu cachorro passe mal.

Se não for possível comprar morangos orgânicos, a dica é lavar bem as frutas e você pode ofertá-las com a casca natural.
Apesar de ser saudável, o mais indicado é não ofertar morangos todos os dias para o seu cão, porque qualquer fruta em excesso pode fazer mal principalmente por ser uma fonte de fibras, podendo causar diarreia em seu animal de estimação.

Rico em antioxidantes, o seu cachorro irá adorar o mimo, mas é preciso ter a atenção de retirar o caule e as folhas do morango porque essas partes podem ser perigosas se ingeridas pelo seu cão.

Outra questão muito importante é que você deve oferecer o morango puro, ou seja, sem a adição de chocolate ou chantilly que normalmente é a forma como as pessoas comem os morangos.

Como sempre vale a regra: a comida natural para cachorros não é a sobra de comida que você está ingerindo! Tudo deve ser preparado e pensado para o seu cão antes de ofertado a ele, lembre-se que chocolate pode ser muito perigoso para a saúde do seu melhor amigo.

Mel

Repleto de vitaminas do complexo B, A, C, D, E e K, cálcio, iodo, manganês, potássio, cobre, enxofre, silício, magnésio e fósforo. O mel pode sim ser utilizado na alimentação canina, até mesmo como uma forma de complementar a ingestão diária de vitaminas e minerais do seu pet.

Além de ser uma fonte de nutrientes importantes, o mel é aliado do sistema imunológico de seu pet, ajudando no tratamento de alergias e também no tratamento da má digestão.

Geralmente as pessoas têm medo de oferecer mel aos seus cães porque eles não devem comer doces em geral, de fato o mel é um doce, mas por ser totalmente natural é um alimento cheio de benefícios para a saúde dos cães.

O correto nesse caso, é oferecer o mel natural ao seu cão! Mel Caro por exemplo, não é um produto indicado para cachorros.
Uma forma boa de oferecer o produto se o seu cachorro está com algum problema intestinal é dissolvendo uma colher de sopa de mel em água morna para que ele consuma ao longo do dia.

É importante ficar de olho para que formigas não se aproveitem da mistura, tornando-a imprópria para o consumo do seu cão.
Outra forma é dar uma colher de sopa com um pouco de mel para o pet lamber, mas não se esqueça de uma dica importante: é preciso escovar os dentes do seu cachorro após o consumo de mel.

A textura do alimento pode fazer com que ele tenha problemas para comer outras opções da nossa lista após ingerir o mel, além disso, por ser um alimento adocicado e que facilmente se prende aos dentes, o mel pode favorecer o aparecimento de cáries e problemas dentais no seu pet caso não a boca não seja corretamente escovada após a refeição.

Maçã

Crocante e adocicada, a maçã é uma fruta que tem espaço garantido na alimentação do seu pet! Principalmente pelo fato de ser um alimento que ajuda a manter os dentes do seu cachorro bem limpinhos e livres do tártaro.

Além disso, a maçã ajuda no processo digestivo e garante que seu pet não terá aquele bafo horroroso.
Antes de ofertar a maçã inteira para o seu pet, muito cuidado! Lave bem a fruta e tire o cabo e as sementes, elas não são bem-vindas na alimentação do seu cachorro, essas partes da maçã costumam conter cianeto que são tóxicas para o seu pet.

As maçãs são uma alternativa ótima para oferecer uma boa fonte de cálcio ao seu peludo, mas tenha o cuidado de não apostar só na maçã! Uma boa dica é intercalar a oferta de maçã com a oferta de banana, para manter uma alimentação equilibrada e bastante rica em vitaminas e minerais.

O ideal é que a maçã esteja crocante ao ser ofertada ao seu cão, justamente porque a textura agrada ao cachorro fazendo com que ele se divirta enquanto come e limpa os dentes, maçãs que ficam muito tempo na geladeira amolecem e não costumam ser bem aceitas.

A maçã é um alimento que recebe muitos agrotóxicos durante o seu cultivo, por isso, uma dica extra para ofertar essa fruta ao seu pet é lavar bem ou se possível oferecer maçãs que sejam orgânicas.

Dessa forma, você evita que seu cachorro possa passar mal por causa dos agrotóxicos presentes no cultivo do alimento.

Cenoura

A cenoura é uma opção de lanche saudável para o seu cão! Podendo ser ofertada até mesmo como um petisco na hora de ensiná-lo.
Rica em betacaroteno, as cenouras são aliadas da visão do seu cachorro, outras propriedades da cenoura são a vitamina A, C, K e vitaminas do complexo B, além de potássio que é ótimo para a saúde canina.

A cenoura também ajuda seu cachorro a limpar os dentes enquanto mastiga, além de ser aliada do equilíbrio do organismo do peludo, que irá funcionar melhor com o consumo de cenoura regular.

Para oferecer as cenouras o ideal é retirar a casca e cozinhar um pouco o alimento, sem o uso de sal ou nenhum tipo de tempero.
Se o seu cachorro tiver diabetes, a cenoura não é um alimento indicado porque ela é rica em carboidratos que poderá ajudar a descontrolar a glicemia do seu animal quando consumida como um petisco.

Para ajudar na limpeza dos dentes do seu cão e incentivar a mastigação, cozinhe o alimento deixando a cenoura com textura mais firme, ele irá se divertir enquanto faz a refeição que ajuda a evitar o tártaro.

Uma dica importante é que em dias de oferta de cenoura, você deve preferir usar outros alimentos misturados a ela de forma a montar uma refeição colorida, evitando a abóbora nesse dia.

Lembre-se que o princípio da alimentação natural canina é a mesma que a nossa: quanto mais colorido é a refeição, mais nutrientes você está ofertando ao seu peludo, logicamente que dentro do contexto de alimentos naturais benéficos aos cães.

Hortelã

Quer combater o bafo do seu cachorro que quase te mata quando te dá aquela lambida carinhosa? Hortelã é a solução!

Além de poder ser mastigada pelo seu pet, o chá de hortelã também ajuda a melhorar a respiração dele em dias que estão muito secos, podendo fazer o chá bem morninho e deixar a fumacinha perto do seu cachorro para que ele inale.

É preciso estar atento e ter cuidado para que esse vapor não represente risco para o seu cachorro, que pode querer brincar com a vasilha de chá e terminar se queimando, portanto, só o faça em momentos em que você tem disponibilidade de tempo para vigiar seu cão.

Caso tenha vaporizador, é interessante utilizá-lo com a hortelã em dias secos, tornando o seu trabalho mais fácil.
A hortelã pode ser plantada até mesmo em apartamentos, sendo aliada até mesmo de quem não tem muito espaço e não quer ficar o tempo todo comprando hortelã.

É bem provável que dependendo da altura em que o vaso com a hortelã estiver plantado, seu cachorro irá sentir o cheiro e devorar a plantação inteira, por isso, se você tem a intenção de também consumir o que plantou, tenha a atenção para colocar o vaso de hortelãs mais para o alto.

O consumo de hortelã também é bom para manter os vermes afastados do seu cachorro, sendo um importante aliado na saúde intestinal do seu pet.

Mas vale lembrar que os métodos tradicionais para esse tipo de tratamento devem ser seguidos conforme orientação do seu veterinário, afim de manter a saúde do seu cão.

Gengibre

Pode até parecer estranho, mas o gengibre é sim um grande aliado da alimentação natural para cães.

O consumo de gengibre tende a ser benéfico principalmente se o seu cachorro está com algum problema de saúde, porque ele ajuda a tratar enjoos, gastrite, diarreia, e ainda estimula a circulação sanguínea.

Se o seu cachorro tem distúrbios de saúde em viagens é interessante ter sempre o gengibre por perto, principalmente se o problema é diarreia causada pelo medo de viajar ou por algum alimento diferente que ele comeu durante as suas férias.

Você pode ofertar o gengibre como um chá para o seu cachorro, oferecendo 3 ml de chá seu cão já terá os benefícios do gengibre contra problemas de saúde nas viagens.

Se você tem dificuldade de fazer seu cachorro consumir uma bebida como um chá, vale dissolver o gengibre na água que ele irá tomar ao longo do dia, de forma mais dissolvida será mais fácil que seu cão consuma o gengibre e possa melhorar o quadro de saúde.

Outra forma de oferecer gengibre para o seu cachorro é ralando um pouquinho dessa raiz por cima da comida dele, o gosto inicialmente é um pouco picante, mas nada que possa realmente incomodar e fazer com que seu cão não queira experimentar o preparo do dia.

O gengibre possui propriedades anti-inflamatórias, que são excelentes para a saúde do seu pet, além disso, os cachorros mais idosos tendem a sofrer com artrite o que impossibilita que seu cachorrinho se divirta por causa das dores nos ossos.

O gengibre pode ajudar a diminuir essas dores, melhorando a qualidade de vida do seu cão.

O consumo de gengibre deve ser feito durante o dia, porque ele pode deixar seu pet um pouco mais acelerado, sendo bom oferecer gengibre horas antes de levá-lo para passear e gastar toda essa energia se divertindo na rua com você.

Vale lembrar que o gengibre provoca mais sede, sendo importante ficar de olho em manter a água do seu cachorro sempre limpa e disponível.

Moranga

Também conhecida em algumas regiões do país como abóbora, a moranga é rica em vitamina A que é importantíssima para a visão do seu cachorro, sendo uma grande aliada da alimentação natural para cães.

Além das vitaminas a abóbora também é fonte de proteínas, carboidratos, magnésio, potássio, fósforo e pode ser servida todos os dias para o seu pet.

É importante retirar a casca e também as sementes para que seu cachorro possa comer sem o risco de se engasgar.
O ideal é cozinhar a moranga até o ponto de purê e servir em temperatura ambiente, porque se o seu cãozinho for afoito ele pode acabar queimando a língua.

Você pode oferecer o alimento em cubinhos ou até mesmo já amassado, visando esfriar mais rápido para que seu pet possa comer logo.

A moranga pode ser ofertada ao seu cão diariamente, misturada com ovos cozidos ou outras fontes de proteínas para complementar a alimentação dele, sempre deixando a vasilha a mais colorida possível.

É importante observar se este é um alimento que agrada ao seu pet, lembrando sempre que tudo demais enjoa, sendo interessante ofertar outras opções quando possível, um bom substituto para a moranga é a cenoura, podendo variar entre as duas de acordo com a disponibilidade na sua região.

Atenção ao Preparo

A alimentação natural para os cães não significa dizer que você poderá dar os restos da panela para o seu pet!
Esses 13 alimentos só são saudáveis para o seu cachorro se o preparo for correto, ou seja, livre de sal e de adição de temperos prontos que você costuma utilizar na sua própria alimentação.

Comidas com temperos e sal ocasionam problemas para a saúde do seu cachorro, como alergias, má digestão e cólicas, podendo inclusive ocasionar a queda de pelos do seu animal, se tornando um problema muito maior do que se você estivesse ofertando ração.

Para variar um pouco na alimentação, uma dica é fazer chips da moranga, cozinhar os legumes no vapor e ir variando a forma como entrega esses itens ao seu cachorro.

Assim, você irá descobrir quais são os alimentos que ele mais gosta de ganhar e quais estão na hora de serem retirados do cardápio semanal, porque não estão sendo bem aceitos pelo seu cachorro.

Alergias

Ao experimentar uma alimentação natural para o seu pet, vale ficar de olho se ele não tem alergias alimentares!

Alguns animais possuem alergias que ocasionam queda de pelos, coceira no corpo, diarreia e outros sintomas que são indicativos que a alimentação não está adequada.

Por isso, é importante observar o comportamento do seu amigo peludo para que você só ofereça alimentos que são realmente benéficos para a saúde dele, evitando aqueles que podem ocasionar desconfortos.

Com todas essas dicas, temos certeza que você irá preparar alimentos que realmente farão bem ao seu cachorro e ele poderá se deliciar com o seu cuidado e dedicação.

Lembre-se que toda mudança a ser feita na rotina do seu cachorro deve ser acompanhada pelo veterinário responsável por cuidar dele, o profissional deverá saber que você está desejando mudar a alimentação do seu cão para prestar as devidas orientações.

Veja outras receitas de Alimentação natural para cães

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.